Adalgiza V. Rímoli

Adalgiza V. Rímoli


Obra leiloada no III Leilão da Società (nov/11)

Currículo da Artista

Busco em meu trabalho referências em fragmentos urbanos, possibilitando estudos que visualizam o registro da ação do tempo, as interferências do homem, resquícios de uma vida passada e suas marcas. Como ponto de partida de meu processo de criação, utilizo a fotografia como ferramenta para estancar a ação do tempo, subtraindo dessas imagens fragmentos e registrando-os em meus trabalhos. Para isso, aproprio-me de recortes, traços, cores e grafismos com o intuito de sintetizá-los, buscando, a partir da diversidade de materiais e técnicas, atingir com a minha poética algo que não vi, mas senti.

Formação:
* Educação Artística pela Universidade Metodista de Piracicaba/SP – UNIMEP
* Curso da História da Arte c/ Prof. Cássio Pascoal Padovanni – Piracicaba/SP
* Curso de Encáustica – Escola Contempoart – Prof. Waldo Bravo – São Paulo/SP
* Curso de Arte Contemporânea c/ Prof. Fábio Bittencourt – Piracicaba/SP
* Curso (Discussão) Rumos da Arte Contemporânea c/ Fábio Bittencourt – Piracicaba/SP
* Curso Cores no Processo Criativo c/ Lílian Ried Miller Barros – SENAC –
Piracicaba/SP
* Oficina de Monotipia – Pinacoteca profª Juliana Bender Piracicaba/SP –
* Oficina Arte Contemporânea “4 Elementos” – Prof. Hugo Fortes – SESC –
Piracicaba/SP
*Curso de especialização em artes visuais (Unicamp) período de agosto/ novembro
2009
* Oficina Olhar Urbano – Instituto Tomie Ohtake – Profª Edith Derdyk – (janeiro/2009)
* Curso 10 Técnicas 10 – Escola Contempoart – Prof. Waldo Bravo – São Paulo/SP
(março/2009
* Oficina de Monotipia/Gravura/Isogravura- ProfªMarilú Trevizan –
(março/2009).(março/2010)
* Curso Arte Contemporânea “Orientação de Projetos” – Cecília Stelini – Limeira/SP –
(abril-julho/2009).

Premiações:
* MEDALHA DE OURO Salão de Belas Artes – Engenheiro Coelho/SP cat.contemp.
* MEDALHA DE OURO VII Salão de Artes Plásticas de Serra Negra/SP cat.contemp.
* MEDALHA DE OURO Salão Almeida Júnior Piracicaba/SP.cat.contemp.
* MEDALHA DE PRATA Salão de Arte Contemporânea Rafard. cat.contemp.
* MEDALHA DE PRATA XXI Salão de Artes Plásticas(SAPLARC) Rio Claro cat.contemp.
* MEDALHA DE BRONZE 50º Salão Ararense de Artes Plásticas – SAAP – Araras/SP
cat.contemp..
* PRÊMIO REVELAÇÃO ARTE CONTEMPORÂNEA IV Salão Nacional Adventista de
Artes Plásticas cat.contemp.
* MENÇÃO HONROSA XVI Salão de Artes Plásticas de mogiMirim/SP
cat.contemp.(2003)
* MEDALHA MÉRITO ARTÍSTICO CULTURAL – UNAP SP(2004)
.Atividades & Participações:
* Exposição – Cores e formas – Teatro Municipal de
Piracicaba/SP .(1999)
* Exposição Coletiva de Arte Contemporânea “Fragmentos
e Segmentos” – Teatro Municipal Piracicaba/SP (1999)
* Exposição”Integração…Arte…Universo.” – Grande Hotel de Águas de
São Pedro/SP(1999)
* Exposição em Espaço Cultural “Casa de Noel” – Piracicaba/SP
(2000)
* Exposição em Espaço Cultural Vila Botelho – Piracicaba/SP (2000)
* Exposição Temática – Espaço Cultural Marilú Trevisan –
Piracicaba/SP (2000)
* Pintura do Cenário do Empreendimento “Paixão de Cristo” –
Piracicaba/SP (1999/2000/2001).
* Exposição Rumos – Alphaville – Campinas/SP (2000)
* Exposição “Esalq como Inspiração“ Homenagem aos 100 anos Esalq – Piracicaba/SP
(2000)
* Exposição Cores e Telas do Colégio Piracicabano – Exposição Comemorativa dos 120
anos do Colégio
* Exposição “ Paralelas Shopping Center Piracicaba/SP (2001)
* 1º Salão de Arte Contemporânea – Santa Bárbara D’Oeste/SP (2001)
* Exposição Coletiva no Espaço Cultural “Marillú Trevisan” – Piracicaba/SP
* Exposição Coletiva na Unimep – Piracicaba/SP – (2002).
* Exposição de Arte Contemporânea “Reféns de 22” na Casa do Povoador –
Piracicaba/SP (2002)
* Salão de Arte Contemporânea – Rio Claro/SP (2002).
* Exposição Coletiva “Cores” – Espaço Cultural Santa Bárbara D’Oeste/SP – (2002)
* Salão de Arte Contemporânea de Vinhedo /SP (2002)
* V Salão de Artes Plásticas de Mogi Mirim – (outubro/2002).
* 51º Salão Ararense de Artes Plásticas – SAAP – Araras/SP.(2003)
* Salão de Artes Visuais de Vinhedo/SP .(2004)
* Exposição no MAM – Museu de Arte Moderna – Campinas –( 2004), sendo catalogada
neste órgão.
* Exposição no Martha Watts “Estilo e Tendências” – Grandes Nomes da Arte
Contemporânea (2005)
* Participação no 3º Mostruário dos Artistas Plásticos Brasileiros (Consulte).(2005)
* Salão de Artes Visuais de Vinhedo/SP (2006)
* Exposição de Arte Contemporânea em Tabatinga/SP .(2006)
* Exposição Individual Cor e Formas Hotel Hilton SP – Curadoria Sandra Setti (2006)
* Exposição Individual – Câmara dos Vereadores de Iracemápolis/SP .(2007)
* Exposição Coletiva no Museu Martha Watts – Homenagem às Mulheres (2007)
* Exposição Individual “Traçado Urbano” – Curadoria EdenicePresotto –
Piracicaba/SP(2007)
* Exposição Coletiva “Política Limpa” – Piracicaba/SP – (novembro/2008).
* Participação na Exposição Virtual “Vazio off Bienal” – (dezembro/2008).
* Exposição Coletiva com o título “ Em Aberto” –
executada a convite da Coordenadoria do Museu
Martha Watts – (2009)
*Exposição Coletiva Charles Darwin “ I Think “ – Piracicaba/SP –
(março/2009
* Exposição Olhares Programados Limeira curadoria Cecília Stelini
(julho/2009).
* Coletiva Identidade Caipira – Sesc Piracicaba – ( Ago/2009).
*Exposição Caixa Econômica Federal – Piracicaba/SP. (março/2010)
* Escultura acervo (Espaço empresarial Uninorte) Piracicaba/SP
(dez/2010)
* Exposição Museu Martha Watts “(Águas de Março) (março/2011)

Acervos Particulares: * Estados Unidos * Itália * Espanha * Argentina * Suécia.

……..Mas o que falar das suas obras , se não o espelhado de sua personalidadedinâmica , alegre,
generosa, radiante de energia q nos contagia …. em pleno apogeu de sua graça a nos cativar, mas,
prefiro falar da obra em si , hoje amadurecida pela pesquisa cada vez mais avançada , pois Adalgiza
estuda e se aprofunda naquilo em q acredita , e sabe o q quer e como fazer. Suas telas em abstração,
qto ao modelo da realidade, traz linhas veladas da realidade visivel – e abstrai o essêncial.- as formas
existem para falar do mote de inspiração mas, é nas texturas em busca da expressão que Adalgiza se
realiza e extravasa na liberdade de criação, nas cores monocromáticas de um gosto sóbrio em um
momento de introspecção.Sentimos em cada tela uma linguagem de preocupação interior com o social
urbanístico , a estética da cidade construída pelo homem . Se é retratado
> um objeto ou pessoas, elas perdem a forma para ganhar em textura e movimento. A atmosfera se faz
presente e respira, é uma busca de linguagem que se intensifica no não limitado e que se eterniza na
busca dentro de si. Diria que a arte da Adalgiza busca a liberdade na abstração, como se fugisse de um
mundo hostil, para um otimismo de uma nova conquista de um mundo melhor. Abstraindo a realidade, a
paisagem respira uma nova solução velada, para encontrar o que transcende na arte.
Clemência Pizzigatti.